Translate

8 de março de 2014

VER DEUS!


Maior telescópio do mundo é inaugurado em deserto no Chile

Assim declarou Jesus quando pregava no monte: “Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus” – (Mateus 5:8). A vontade de ver Deus está implícita no coração do homem, e por vezes até mesmo sem ele perceber. O salmista escreveu: “Como a corça anseia por águas correntes, a minha alma anseia por ti, ó Deus. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo. Quando poderei entrar para apresentar-me a Deus?” – (Salmo 42:1,2).

Querer ver Deus é bom. Com raras exceções esbarramos em alguém que rejeita a presença e principalmente os benefícios que Deus concede. Entretanto, somente querer ver é pouco. Assim sendo, a busca incessante se faz necessária pelo caminho que passa pela cruz do calvário onde se encontra Jesus Cristo ressurreto, sendo Ele o único meio para se purificar o coração contaminado por iniquidades.

De nada serve uma janela de vidros se a sujeira impede seus olhos vislumbrar a bela paisagem do outro lado. Assim é o nosso coração. Ele é uma espécie de “janela” pela qual enxergamos Deus de perto ou não. O profeta Isaías escreveu: “As suas maldades separaram vocês do seu Deus; os seus pecados esconderam de vocês o rosto dele, e por isso ele não os ouvirá” (Isaías 59:2).

“Ver” a Deus têm no mínimo três sentidos. Primeiro se refere ao fato de um dia quando o homem estiver adentrado no chamado “tempo” da eternidade. Neste acontecimento fantástico, a Bíblia relata que haverá um trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão. E verão o seu rosto, e nas suas testas estará o seu nome. E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os ilumina; e reinarão para todo o sempre – (Ap. 22:1-5).

A segunda maneira de “ver” Deus é através da criação do mundo. “Os céus declaram a glória de Deus; o firmamento proclama a obra das suas mãos. Um dia fala disso a outro dia; uma noite o revela a outra noite. Sem discurso nem palavras, não se ouve a sua voz. Mas a sua voz ressoa por toda a terra, e as suas palavras, até os confins do mundo. Nos céus ele armou uma tenda para o sol, que é como um noivo que sai de seu aposento, e se lança em sua carreira com a alegria de um herói. Sai de uma extremidade dos céus e faz o seu trajeto até a outra; nada escapa ao seu calor” – (Salmo 19:1-6).

E a terceira maneira de “ver” Deus é através dos olhos da fé. “Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos” – (Hebreus 11:1). Não vemos? Sim, não vemos com olhos físicos. Eles não estão ajustados para este tipo de acontecimento. O texto não diz que é a prova do inexistente e sim prova daquilo que nossos olhos não veem. E não veem por quê? Pelo fato de não alcançar a plenitude do pode de Deus, daí a necessidade de auxílio de “telescópio” poderosíssimo para enxergar e isto se chama “fé”.

Afinal, não é isto que os cientistas fazem? Não procura a ciência trazer a prova daquilo que não se vê? E como conseguir ver além da capacidade que os olhos físicos permitem? Lançando mão de inventos, este é o caminho! Conta-se que existe instalado no Chile o maior telescópio do mundo. Projeto de 1 bilhão de euros reúne 66 antenas no deserto do Atacama e visa ajudar os astrônomos a desvendar as origens do universo. Sua função é observar comprimentos de onda milimétricos e submilimétricos invisíveis a olho nu. Perceba o detalhe – “invisíveis a olho nu”.

“Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus” – (Mateus 5:8). Você deseja ver Deus? Então, faça a oração de Davi: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece as minhas inquietações. Vê se em minha conduta algo que te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno” – (Salmo 139:23,24). Amém!


_______________________ Plínio Cavalheiro.

Um comentário:

Lucy Araújo disse...

Quero lhe dar os parabéns e glorificar ao Senhor Deus por sua vida. Essas frases refletem a ortodoxia bíblica, conhecimento sadio de profundas verdades extraídas das Escrituras. Tenho sido profundamente edificado com tais máximas e oro ao Senhor para que o amado irmão continue nessa caminhada, edificando, repreendendo, corrigindo, consolando e exortando o Corpo de Cristo. Ao amado em Jesus, deixo a amorosa exortação feita pelo escritor sacro:

"Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra, e do trabalho do amor que para com o seu nome mostrastes, enquanto servistes aos santos; e ainda servis." (Hebreus 6:10).

A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu blog deixo aqui o convite, acesse o link abaixo:

Fruto do Espírito

Minha Fan Page

P.S. Convido a conhecer o blog do irmão JC.
Mensagens atuais, algumas polêmicas, porém abençoadoras...
Acesse e confira:
Discípulo de Cristo

Em Cristo,
***Lucy***