Translate

11 de dezembro de 2013

SALVANDO A NÓS E AOS QUE NOS CERCAM!


“Seja diligente nestas coisas; dedique-se inteiramente a elas, para que todos vejam o seu progresso. Atente bem para a sua própria vida e para a doutrina, perseverando nesses deveres, pois, fazendo isso, você salvará tanto a si mesmo quanto aos que o ouvem” – (1 Timóteo 4:15,16).

Jamais um líder comprometido com os ensinos de Deus deve ter um coração inclinado à prática do ditado popular: “Faça o que eu mando e não faça o que eu faço”.  O excelente exemplo tem que minar do coração daquele que se propõem a ensinar, semelhante a uma nascente de águas cristalinas que brotam da terra, correndo e se transformando em um grande rio que irá saciar a sede de milhares e milhares de pessoas. O mundo está morrendo por causa de “desidratação espiritual”, e, cabe ao que já foi saciado por Jesus Cristo, levar ao mundo a água viva.

Entretanto, para que isto se confirme, e para que as pessoas acreditem e aceitem a proposta anunciada pelos líderes pregadores é necessário perseguir três pontos de suma importância. Examine o texto:
1 – Esforço. “Seja diligente”. A exemplo de Paulo, o líder precisa se esforçar para que se cumpra nele o propósito de Deus. O líder que espera que o Espírito Santo faça o seu dever de casa, vai se frustrar, vai perder tempo e queira ou não entrará por uma rota de depressão. Não há fortalecimento de musculatura sem que haja esforço.

2 – Aplicação. “Dedique-se inteiramente”. Entre os ônus que um líder de sucesso paga, com certeza a “dedicação” vai estar arrolada, sublinhada e em negrito para que não passe sem ser percebida. Busque o que está por trás de um campeão e você encontrará este segredo – “Dedicação plena”. Todo campeão tem por meta quebrar seus próprios limites e para isto ele se aplica exaustivamente.
  
3 – Progresso. “Para que todos vejam”. Por vezes, o líder busca a falsa modéstia achando que este sentimento faz com que ele ganhe pontos com Deus. Pura ilusão! É imperativo que o líder persiga o caminho do progresso (sem dar lugar à vaidade), objetivando o crescimento diário em todos os aspectos, sejam eles de ordem espiritual, intelectual ou até mesmo financeira. Paulo diz a Timóteo para não camuflar o progresso e sim deixá-lo evidente para que todos pudessem perceber o que estava acontecendo com ele e servisse de estímulo para que outros agissem da mesma forma. O líder é uma espécie de estimulante que provoca vontade no liderado para ele reagir frente ao fracasso. Se é que o líder tem o “direito” de camuflar TEMPORÁRIO alguma coisa, estes seriam seus temores e desânimos, apresentando-os ao seu pastor ou como sempre ao supremo Pastor, Jesus Cristo. 

Conclusão: Você se considera um líder? Ótimo! Então, aplique incansavelmente estas três recomendações de Paulo – Esforço, aplicação e progresso e confie que seus liderados buscarão a unção que está sobre você para influenciar outros que influenciarão outros e outros até Jesus Cristo voltar.

________________Plínio Cavalheiro.

Nenhum comentário: