Translate

26 de março de 2013

LIVRE-SE DA FRUSTRAÇÃO!




Frustrar-se é o nome que se dá para descrever a sensação de não ver concretizado aquilo que se almejou.

Creio que não exagero ao afirmar que praticamente todas as pessoas têm suas frustrações, algumas reconhecidas publicamente e outras guardadas dentro da alma como se fora um segredo de foro íntimo.

O cerne da questão que desencadeia a frustração é olhar ou imaginar fixamente para algo que você deseja obter e que por questões variáveis não consegue obtê-la. Neste caso, o que fazer para não deixar que o “inconquistável” se transforme em razão ou causa de enfermidades que se instalam dentro da alma?

Primeiro, seria prudente que os nossos sonhos e ou metas fossem comedidos. Bem exemplifica o ditado: “Nem muito céu e nem muito terra”. Os extremos não trazem benefício, em compensação o equilíbrio é o ponto onde se encontra grandes conquistas. Sonhar grande mantendo os pés no chão seria uma boa alternativa.

Segundo, não é o suficiente simplesmente sonhar, mesmo respeitando a regra de equilíbrio. De nada serve os sonhos comedidos se conservarmos nossos braços cruzados esperando que Deus ou alguém faça a nossa tarefa. Mais uma vez o ditado: “Deus ajuda quem cedo madruga”. Arregaçar as mangas e lutar pela conquista é fator inegociável para livrar-se de certas frustrações.

E terceiro para finalizar este texto. Transforme suas frustrações em desafios. É só uma questão de mudança de foco. Foque naquilo que você deseja como se fora uma meta e não necessariamente naquilo que você não tem ainda. Pense positivamente, seja perseverante e avalie se suas metas têm o aval do Senhor de sua vida. Faça esta pergunta pra você mesmo: “Se eu alcançar esta meta o Reino de Deus vai ser glorificado?”.

Priorize suas metas e faça como Paulo: “Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” – (Filipenses 3:13-14).


_______________Plínio Cavalheiro.

Nenhum comentário: